10 Erros que Cometemos em Nossas Carreiras

Errar é humano e faz parte da curva de aprendizado, mas a medida que crescemos, criamos uma cobrança muito grande de nós mesmos e errar se torna algo assustador e cruel, mas sem o erro não há o acerto. O Brasileiro tem em sua cultura uma intolerância ao erro muito grande, em muitos casos valorizamos mais o erro do que o próprio acerto, damos uma dimensão muito maior as falhas do que a virtude. Isto pode ser notado no futebol, um técnico pode ser muito bom, ter sido parte importante na conquista de muitos campeonatos, mas se cometer uma falha em um jogo ele vai ser condenado pela torcida do time, mesmo que matematicamente seja quase que impossível ele não errar em algum momento de sua carreira.

Em nossas carreiras vamos cometer erros, isto é um fato, eu já errei, você já errou e até os grandes mestres cometeram erros, uma de nossas virtudes como seres humanos é a possibilidade de aprender com os erros e evoluir a partir deles.  Por isto não se culpe e não se torture se você encontrar nesta lista alguns erros que você já cometeu; o importante mesmo é lembrar qual foi a solução que você encontrou para estes erros. Como dizem por ai “Errar é humano mas insistir no erro é burrice. “

Esta lista é composta de 10 erros que são comuns aos fotógrafos principalmente do ponto de vista de negócios, obviamente, podemos cometer muitos outros, mas estes são alguns que podem causar danos a nossa carreira e em muitos casos demoramos a perceber que estamos cometendo.

 1 – Investir mais em equipamento do que em conhecimento

Quem não gosta de ter bons equipamentos?  Eu adoro e acompanho as novidades tecnológicas assim como todos, mas a realidade é uma só: câmera de ultima geração não conquista clientes, são ferramentas de trabalho somente. O que vejo muito acontecer e escuto de alguns fotógrafos é a preocupação exagerada em adquirir novos equipamentos mais do que conhecimento, gastam fortunas em câmeras, equipamentos de luz, computadores e não investem um Real sequer em educação. O resultado disto nós já sabemos. Mas ter mais equipamentos do que precisamos influencia em nossos preços gerando custos às vezes muito superiores do que podemos cobrar. Use o bom senso na hora de pensar em equipamentos, adquira o que você realmente vai precisar.

 2 – Não ter um plano de negócios

Existe uma frase que diz, “Quem falha em planejar, planeja para falhar” e isto é a mais pura verdade, a falta de um plano de negócios cria uma margem enorme para que fatalidades aconteçam. Se você quer viver de fotografia e quer ter uma empresa lucrativa você tem que planejar um conjunto de estratégias com objetivos bem definidos e um plano de ação.  Fazer um plano de negócios é tão importante quanto ter uma câmera. Para planejar não demanda muito conhecimento e tudo que você precisa mesmo é vontade de vencer e disposição para trabalhar. Por isto meu caro colega, não erre em algo tão fácil de se resolver, crie um plano de negócios para sua carreira já.

3 – Não ter um portfolio

Se você tem um portfolio impresso parabéns, você é um dos poucos. Agora se você não tem volte algumas casas e leia o post que escrevi sobre Portfolio.  A verdade é que Flickr, 500pix, Página de Facebook entre outros não é portfolio, ter um site com 1472 fotos em 63 categorias não é portfolio é apenas um website com muitas fotos. Portfolio é um apanhado dos melhores trabalhos de um fotógrafo, que define sua visão e representa o conjunto de sua obra organizado de uma forma clara para apresentação de seu trabalho profissional e artístico.  Não ter um portfolio é um erro grave e deve ser corrigido se você realmente quer ser levado a serio nesta carreira.

Conheça alguns exemplos de portfolio no canal do Youtube da Agencia Wonderful Machine

4 – Não ter ou organizar um bom sistema de arquivos

Hoje você pode não dar importância para isto, mas em alguns anos quando olhar para os seus HDs cheios de fotos e nunca conseguir achar uma imagem que você precisa, vai se lembrar disto. Quanto antes você criar um bom sistema de arquivo, onde você possa localizar suas imagens de forma funcional, com um bom uso de meta-dados e palavras chaves melhor para você, isto pode até ajudar você a capitalizar com o seu arquivo de imagens criando series ou até comercializando imagens em banco de imagens.

5 – Não buscar uma especialização ou “nicho” de Mercado

Já foi o tempo do fotógrafo “generalista”, aquele que faz de tudo um pouco, pense nisto. Quanto antes você escolher uma especialização melhor para você e sua carreira, afinal o que é melhor, ser um bom fotógrafo de paisagens ou ser o melhor fotógrafo de montanhismo especializado em imagens de alpinismo. Ter uma especialização facilita principalmente na hora de colocar o seu trabalho no mercado ajudando no direcionamento do seu trabalho para o publico certo.

6-  Não divulgar suas fotos

Jogar fotos ao mundo como se fossem papeis picados jogados ao vento, sem o menor critério não adianta nada. Eu sempre digo que se você é fotógrafo deve fotografar muito, mas isto não quer dizer que você deve simplesmente postar em seu site e esquecê-las por lá; fotos devem ser divulgadas de forma consciente e com foco no seu mercado. Esquecer de promover o seu trabalho é um erro fatal para sua carreira.  Divulgue e promova muito o seu trabalho para o publico certo.

7-  Tentar fazer tudo sozinho

Somos mestres na arte da multi-tarefa mas do ponto de vista de negócios isto não é muito bom, contar com ajuda de pessoas que tem o mesmo foco e objetivo que nós é sempre melhor, afinal fotografar, editar, correr atrás de novos clientes, atender os clientes atuais, emitir notas, fazer a contabilidade entre outras tarefas não é fácil e por isto contar com uma equipe bem preparada, é sim uma vantagem.

8-  Não saber quanto cobrar

Se você acha que só os novatos não sabem quanto cobrar você está enganado, sei de profissionais que tem anos de fotografia que não sabem quanto cobrar e o pior que não saber quanto cobrar é cobrar errado. Mas este problema tem uma solução simples, a velha e boa matemática.  Assista o vídeo sobre preços e orçamentos com alguns conceitos básicos sobre este tema:

{youtube | aJPTjBnDO-4}

9-  Esperar  que as coisas aconteçam

Do céu só cai chuva, raios e meteoros então meu caro colega, se você acha que a revista Vogue vai te ligar e pedir para você fotografar um editorial só porque o seu site está no ar ou que em breve uma fila de noivas vai se formar na frente de seu estúdio implorando para você fotografar o casamento delas, eu posso te dizer que isto não vai acontecer assim. Só vai acontecer de uma forma, se você  fizer algo para que aconteça. Ações geram resultados e se você espera bons resultados não espere, levante e corra atrás faça por acontecer, mande e-mails, fale com as pessoas, saia para eventos, faça contatos, converse com a pessoas, vá a luta.

10-  Esquecer da parte legal e burocrática

Ser fotógrafo em um dos países mais burocráticos e com uma das maiores taxas de impostos do mundo é algo bem complicado. Além disto nossa profissão lida com um monte de emoções humanas e pessoas dos mais diversos tipos, e por isto a melhor coisa que você tem a fazer é se proteger e proteger o seu trabalho, ter um bom amparo legal, com contratos bem feitos, com autorizações de uso de imagens para os modelos e toda a parte legal além da parte de documentos de empresa e tudo mais é de extrema importância principalmente se você quer ter uma empresa que gere lucros e não problemas.  Quem fala muito bem sobre este tema é o fotógrafo e advogado Marcelo Pretto autor do livro Direito autoral para fotógrafo.  Não deixe a parte legal te atrapalhar.

 Veja a entrevista que ele deu para o Fotobusiness

{youtube | AuycFA46kCA}

Dica de Workshop - Direito Autoral e Direito de Imagem para Fotógrafos com Marcelo Pretto

E uma dica extra…

Nunca desista, sabemos que este nosso trabalho não é fácil, tantas coisas vão se opor no caminho para o seu sucesso.  Ser fotógrafo já não é fácil ainda mais aqui no Brasil onde os equipamentos são caros, a segurança é pouca a burocracia é muita e a compreensão do que significa ser fotógrafo ainda não é das melhores pelas pessoas. Ser um profissional criativo e viver de nosso talento não é fácil mesmo, mas para nós é uma necessidade não apenas profissional que deve gerar renda mas também é uma necessidade existencial, para muitos de nós é a nossa paixão e a nossa forma de expressar tudo que sentimos e a maneira que temos para poder transformar o mundo de alguma forma. Por isto não desista nunca, pois este é um erro que você vai sempre se arrepender.  Força, vontade, planejamento e muitas fotos, acredite no seu talento porque se você não acreditar não pode esperar que os outros acreditem.

Boas fotos e bons negocios

 

Fonte: Luciano Mello [Fotobusiness]

e-max.it: your social media marketing partner

Últimos Álbuns na Galeria

19 Abril 2016
No dia 16 de abril a linda Ana Carolina Françozzo fez seu ensaio fotográfico, o local escolhido foi o antigo Clube de Campo de Figueira, a maquiagem ficou por conta da Patrícia Mello e a produção de ...

Casamentos e Aniversários

Flávia & Claudemir

Flávia & Claudemir

Enfim, o dia tão esperado chegou, tudo foi perfeitamente c ...

Isabella - Primeiro Aninho

Isabella - Primeiro Aninho

No dia 1º de maio a pequena princesa Isabella comemorou se ...

Lara e Laís - 3 Anos

Lara e Laís - 3 Anos

No dia 2 de abril foi commemorado os 3 anos das princesas ...

Bella - 1 Ano

Bella - 1 Ano

A pequena Bella faz 1 Aninho, e pra comemorar esta importa ...

Ana Julia - 12 Anos

Ana Julia - 12 Anos

No dia 19 de dezembro a linda Ana Julia comemorou seus 12 ...

 Telêmaco Borba | Paraná | Brasil    +55 43 996 888 242  contato@aniltonpreto.com.br Central do Cliente

Sobre Nós

Nosso maior objetivo é ver a satisfação de nossos Clientes com nossos serviços e produtos, contate-nos.

  • R. Profª Edith Gordan, 130 - T.Borba/Pr
  • TIM/Whats 43 996 888 242
  • contato@aniltonpreto.com.br

Curta no Facebook

Receba Nossas Ofertas

Atendimento Via Chat

LiveZilla Live Chat Software