Ao contrário do que muita gente pensa, uma mulher decidir fazer um ensaio fotográfico sensual não é nenhuma insanidade! Óh! Aquela uma está com tendências libertinas, virou uma depravada sem juízo... Críticas do gênero são comuns vindas de pessoas que, por falta de instrução social e cultural ou simplesmentes possuem a mente travada e poluída, reprimem seus desejos e preferem “tentar” abalar a autoestima da mulher que teve a coragem e ousadia de exercer o seu direito de se sentir linda e sensual registrando esta situação. Independente dos objetivos que ela tenha em fazer um ensaio sensual, seja para presentear seu namorado/marido ou mesmo para registrar eternamente a sua beleza na visão de um artista, os demais só tem que aplaudir tal atitude, lembrando que não estou falando de “fotografia de mulher pelada” e sim de fotografia sensual, onde o bom gosto deve prevalecer, despertar a imaginação do espectador e principalmente exaltar a feminilidade da modelo com muita arte e criatividade, tornando o momento único, íntimo e emocionante sem depravações sexualizadas, toda mulher merece ser desejada, apreciada e elogiada independente do seu tipo de beleza mas jamais precisará vulgarizar sua imagem para isso.

Partindo desses princípios podemos ver no ensaio sensual de Cris Mendes a prova disso, uma mulher madura, com experiência de vida, mãe de 3 filhos, ela poderia pensar: Não tenho mais idade para isso, etc... Mas não, ela tem autoestima, se cuida, se valoriza e diz que está bem por dentro e por fora, não tem vergonha do seu corpo e nem medo dos seus pensamentos, é uma questão de personalidade, portanto é pessoal e ela pode usar isso como achar melhor, se os outros não vão gostar é problema deles.